Embratur

Notícias

Brasil e Argentina alinham ações de promoção conjunta na China 03/04/2019

Brasil e Argentina alinham ações de promoção conjunta na China

Meta é ampliar a presença de turistas chineses no turismo sul-americano. Os dois países serão convidados de honra do Fórum Global de Economia do Turismo 2019, em Macau O presidente interino da Embratur, Leônidas Oliveira e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio se reuniram, durante a WTM Latin America 2019, em São Paulo, com o Secretário de Desenvolvimento e Promoção de Turismo da Argentina, Alejandro Lastra para estreitar laços e debater formas de promoção conjunta dos atrativos dos países vizinhos nos mercados estratégicos internacionais, especialmente os países remotos, como a China. No encontro, o ministro do Turismo, destacou a necessidade da aproximação entre Brasil e Argentina para aproveitar o potencial do mercado chinês, já que o país asiático é o maior emissor de turistas no mundo, com 130 milhões de viajantes internacionais por ano. “Vamos estreitar ainda mais as relações com a Argentina no âmbito do turismo para fazermos um grande trabalho conjunto de promoção dos atrativos e aproveitar a forca econômica destes grandes mercados emissores”, explica Marcelo Álvaro Antônio. Nos dias 10 e 11 de abril, uma comitiva com empresários e líderes do mercado de viagens chinês visitará os dois países para acertar os detalhes do Fórum Global de Economia do Turismo 2019, que acontece entre 13 e 15 de outubro em Macau. Brasil e Argentina serão os países convidados de honra do evento, considerado um influenciador de alto nível para a cooperação mundial em turismo. Segundo o presidente interino da Embratur, Leônidas Oliveira, esta será uma grande oportunidade para ações de promoção conjunta entre os países da América no Sul no continente asiático e para promover a abertura do mercado chinês. “O protagonismo do Brasil neste importante fórum reforça a meta de entrar, definitivamente, no mercado de Viagens da China, que movimenta US$ 250 bilhões anualmente na economia mundial. Dos 130 milhões de chineses que viajam pelo mundo todo ano, pouco mais de 60 mil escolhem o Brasil como destino. Temos muito a crescer, especialmente, pelo fato do turista chinês ter como principais motivações o Turismo de Negócios e o Ecoturismo, dois segmentos que o Brasil tem grande potencial”, explica. Durante a reunião de trabalho realizada durante a WTM, o Secretário de Desenvolvimento e Promoção de Turismo da Argentina, Alejandro Lastra convidou oficialmente as autoridades brasileiras, em nome do ministro do turismo argentino, Gustavo Santos, para a participação na Reunião de ministros do Mercosul, nos 25 e 26 de abril, em Porto Iguaçu.  Lastra ressaltou o momento atual, com a sintonia entre os governos dos dois países na tomada de decisões em prol do desenvolvimento do turismo na América do Sul. “Os dois governos têm trabalhado com a visão política de facilitação para atração de mais turistas internacionais para os nossos países, como a isenção de vistos para mercados pontuais e importantes medidas para aumento da conectividade aérea”, destacou.   A Argentina não exige visto para turistas dos Estados Unidos há três anos e, desde o ano passado, também para turistas canadenses. No caso dos norte-americanos, a facilitação promoveu aumento de aproximadamente 20% no fluxo de visitantes. Já no mercado aéreo, o governo argentino, assim como o brasileiro, promoveu aumento da competitividade, com o número de empresas operando saltando de três para sete nos últimos anos. Neste contexto, o turismo brasileiro alcançou importantes conquistas nos primeiros 100 dias do governo, com a isenção de vistos para turistas dos Estados Unidos, Canada, Austrália e Japão, além da abertura do capital estrangeiro nas empresas aéreas nacionais, a entrada das empresas aéreas de baixo custo no país, ações que aumentam a competitividade do mercado aéreo e promove a redução do Custo Brasil, um dos entraves para o desenvolvimento do turismo internacional no país.

Notícias

Brasil e Paraguai visam o incremento do turismo fluvial no continente 03/04/2019

Brasil e Paraguai visam o incremento do turismo fluvial no continente

Ministérios dos dois países e Embratur promoverão debates para o desenvolvimento do segmento, com ações para desburocratização de processos e estímulo ao fluxo de turistas entre os países O desenvolvimento do Turismo Fluvial entre Brasil e Paraguai foi a pauta central do encontro, realizado nesta terça-feira (02), em São Paulo, entre o presidente interino da Embratur, Leônidas Oliveira, o ministro do Turismo do Brasil, Marcelo Álvaro Antônio e a ministra do Turismo do Paraguai, Sofia Afara. O potencial do continente para o segmento foi destacado pelas autoridades e a ideia é a criação de um grupo de trabalho conjunto para avançar no tema. A criação do grupo de trabalho, que deverá contar com a participação de instituições públicas ligadas ao trânsito fronteiriço, partiu do ministro Marcelo Álvaro Antônio que considera importante ampliar o diálogo para o melhor aproveitamento do potencial fluvial da região para o turismo. “Temos muito interesse em trabalhar juntos para desenvolver o grande potencial do continente neste segmento. A equipe de trabalho conjunta encontrará o melhor caminho e contribuirá para fortalecer as relações entre os países. A Embratur está à disposição”, enfatizou. O presidente interino da Embratur destacou a criação de diretrizes especiais para facilitar a imigração nas rotas turísticas fluviais na região, incluindo a Argentina, já que o potencial fluvial se estende entre os três países, pelos rios Paraná e Iguaçu.  “A criação e o desenvolvimento de produtos turísticos na região vai estimular o fluxo internacional de viajantes entre os dois países pelas vias fluviais e movimentar as economias locais. O turismo e a indústria da paz, capaz de promover encontros entre países e povos irmãos. O objetivo da aproximação é criar uma área de integração, com foco na sustentabilidade”, analisa Leônidas Oliveira. A ministra do Turismo do Paraguai, Sofia Afara se mostrou confiante no avanço da pauta com a aproximação entre os dois países já que, segundo ela, será a primeira vez que uma equipe conjunta entre Brasil e Paraguai será criada para debater o Turismo Fluvial. A formalização da equipe de trabalho e o início das tratativas devem acontecer durante o Encontro dos Ministros do Mercosul, nos 25 e 26 de abril, em Porto Iguaçu, na Argentina.  A reunião de alinhamento aconteceu durante a WTM Latin America 2019, importante feira do setor que se estende até quinta-feira (04), na capital paulista.    

Videos

Embratur participa de ações na Espanha e abre o calendário anual de feiras

A Organização Mundial do Turismo (OMT) lançou em Madrid, capital da Espanha, o Centro Global de Inovação Turística - mecanismo criado para identificar e dar visibilidade às empresas que estão liderando a transformação do setor turístico em todo o mundo na era digital. A cerimônia, realizada dia 22 de janeiro, marcou a véspera da abertura da 39ª Fitur, Feira Internacional de Turismo de Madrid, uma das maiores do mundo.

Mais Acessadas

Banner Governo

  • Portal Visit Brasil
Voltar ao topo